Bike Shop, vale a pena investir neste mercado?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

O mercado muda constantemente e ficar de olho nas tendências é fundamental. O ano de 2020 abriu portas para novos mercados, novos comportamentos de compra e claro, cada vez mais empresários interessados em abrir o próprio negócio ou melhorar aquele que já existe. Com holofotes no mercado de mobilidade individual e nos crescentes números de venda de bicicletas, muitos se perguntam: vale a pena abrir uma bike shop?

Bicicleta Pliage Elétrica Two Dogs

Se a pergunta é: “Vale a pena abrir uma bike shop?”, esse conteúdo traz um apanhado de informações para facilitar a tomada de decisão.

Antes de mais nada, é importante contextualizar o cenário atual, o mercado de mobilidade individual vem ganhando holofotes no mundo todo. Seja pela sustentabilidade, pela qualidade de vida ou ainda pela pandemia mundial, que transformou não só a vida como o mercado e diversos modelos de negócio.

Segundo a notícia, divulgada pela da Aliança bike (Associação Brasileira do Setor de Bicicletas), o mercado de venda de bicicletas no Brasil segue em alta e com números expressivos de crescimento, chegando a marca de 93%, de acordo com a matéria divulgada em 20 de setembro deste ano. O que se estende para o crescimento de vendas de bicicletas elétricas, de acordo com a mesma pesquisa, que mostra um aumento de 53%. Ou seja, uma ótima oportunidade de investimento.

Afinal, de acordo com a mesma matéria, a alta demanda de bicicletas já está sobrecarregando, até mesmo, o sistema produtivo. Impactando fabricantes no Brasil. Considerando o fato de que muitos insumos, para a fabricação das bicicletas nacionais, dependem de importação, em sua grande maioria da China. Outro desafio neste setor.

Mas, essa informação não é suficiente para abrir um negócio no ramo de mobilidade. Por este motivo, a equipe de redação da marca Two Dogs preparou algumas dicas importantes para quem deseja investir em uma bike shop.

Bike Shop, Plano de Negócio

Mãos na massa, ou melhor no planejamento. Fazer um plano de negócios completo para viabilizar o empreendimento é o ponto de partida. Neste é essencial levantar dados, pontos positivos e negativos, escrever sobre o negócio e sobre os investimentos. Preparar um dossiê completo, com números e diferenciais é bem importante para a tomada de decisões. Instituições como o Sebrae por exemplo, podem auxiliar o empresário neste processo.

Localização da Bike Shop

A localização do ponto de venda, ou distribuição é bem importante, afinal ele pode impactar positiva ou negativamente no sucesso da bike shop. Se a opção for uma loja física, espaço é fundamental. A loja deve comportar o estoque, bem como deve proporcionar visibilidade na exposição do mostruário, considerando que bicicletas e patinetes são produtos relativamente grandes. Outro ponto importante é observar o fluxo de pessoas na região, optar por locais com maior potencial de clientes é uma ótima estratégia. Próximo a parques, academias, terminais de transporte público são opções a serem analisadas.
Mas se a loja for online, a escolha do local deve considerar a logística de distribuição e recebimento de mercadorias, para facilitar o acesso das transportadoras.

Estoque

O estoque deve ser planejado para suprir as vendas por um período máximo de 60 dias. Pois o volume dos produtos em termos físicos e financeiros precisam estar em equilíbrio. Manter um fluxo de caixa e estoque ativo e com giro, para evitar dinheiro parado por muito tempo é a melhor opção para iniciantes. Ao escolher os fornecedores e firmar parcerias, é necessário se certificar de que haja garantias na reposição de produto, vale estudar o mix de produtos variado e buscar sempre novidades que possam agradar o público. Bikes tradicionais estão em alta, mas não esqueça das bicicletas elétricas e dos patinetes elétricos, ambos estão ganhando um lugar especial na mobilidade urbana.

Escolher marcas confiáveis

A escolha dos produtos e marcas parceiras deve ser rigorosa, portando é recomendado dar preferência a marcas que possam oferecer garantia e confiabilidade tanto para a loja quanto para os clientes. Ainda vale pesquisar produtos e sistema de garantias e suporte que o fabricante oferece.

Enfim, essas são apenas algumas dicas, que podem ajudar a direcionar investimentos e dar o pontapé inicial que o projeto precisa. A marca Two Dogs está há mais de 10 anos no mercado, importando e distribuindo patinetes elétricos, bicicletas, bicicletas dobráveis, elétricas e tradicionais entre outros produtos, e já fez parte do início de muitas lojas neste segmento pelo Brasil.

Mas vale ressaltar, conhecer o mercado e iniciar um empreendimento não para por aqui, requer muito trabalho e pesquisa até encontrar a fórmula mais saudável para cada empresa e suas particularidades.

Gostou deste conteúdo?

Deixe nos comentários sua opinião e sugestões. Conte pra nossa equipe de redação, o que está achando do nosso Blog!

Open chat
Precisa de Ajuda?

Compras no carrinho

fechar

Sign in

fechar

Sidebar