Menu
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages
Não há produtos no carrinho.

CARRINHO

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Mulheres que quebram tudo em esportes radicais

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Não é mais novidade para ninguém de que os esportes radicais também são territórios de mulheres talentosíssimas.

A mulherada vem arrasando e se destacando cada vez mais, mostrando determinação, paixão e principalmente muita habilidade.

Separamos 5 mulheres feras que dão um belo show de talento e inspiração. Confira só:

LETÍCIA BUFONI

Quando o papo é skate, a paulistana chega com um currículo de dar inveja. Letícia Bufoni se consagrou como tricampeã da modalidade Skateboard Street, deixando registrado seu nome entre os profissionais do skate.

Bufoni começou com a prática do skate quando tinha apenas 9 anos e quando completou 13 anos, se mudou para Los Angeles nos Estados Unidados para se profissionalizar, aprender o inglês e buscar o seu diferencial entre as atletas.

Em 2013, ela retorna para o Brasil e ganha a competição X Games, a copa mundo do universo do skate.

 

FABÍOLA DA SILVA

Fabiola da Silva é atleta profissional de patinação Inline brasileira. Com uma história fenomenal, ela é considerada uma das maiores atletas da história desse tipo de esporte.

Também nascida em São Paulo, quando Fabíola tinha apenas 18 anos de idade, ganhou o seu primeiro X Games, em 1996 nos Estados Unidos.

Desde então foram mais 7 premios do X Games, se tornando a atleta mais vitoriosa da hitória da competição. Fabíola conquistou ao longo da sua carreira mais de 50 medalhas! Foi uma das primeiras patinadoras a começar um projeto de integração de gênero.

Resultado de imagem para FABÍOLA DA SILVA patinadora

 

MAYA GABEIRA

Maya Gabeira nasceu no Rio de Janeiro. Começou a surfar quando tinha 14 anos e de lá pra cá foram muitas conquistas.

Hoje surfistas profissional, é uma big rider reconhecida mundiamente pelos seus muitos troféus. A carioca começou a competir com 15 anos. Quando fez 17 foi morar no Havaí para conhecer o surf nas ondas grandes e se dedicar como gostaria para o esporte.

De 2007 a 2010 foi campeã consecutiva do Billabong XXL Global Big Wave Awards da categoria Melhor Performance Feminina.

A carioca fera no esporte, possui uma história muito marcante. Em 2008 se tornou a primeira mulher que surfou em mares do Alasca.

Em 2011, após um acidente no Tahiti, começou a treinar apneia estática e alcançou a incrível marca de 4 minutos de baixo d´água.

Imagem relacionada

GIOVANNA PETRUCCI

Foi aos 15 anos que Giovanna conheceu a prática do slackline e se apaixonou totalmente.

Nascida e criada também no Rio de Janeiro, Petrucci treina para competir n modalidade trickline, onde deve realizar manobras em cima da fita e que possui um alto grau de dificuldade.

Com apenas 17 anos, Giovanna se tornou a primeira mulher brasileira campeã mundial nas terras da Alemanha, no campeonato realizado em Munique.

Resultado de imagem para GIOVANNA PETRUCCI

 

LANÇAMENTO