fbpx
Menu

Setembro amarelo: um mês de conscientização

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

O Setembro Amarelo é uma campanha de conscientização sobre a prevenção do suicídio

De acordo com o CVV:

“No Brasil, foi criado em 2015 pelo CVV (Centro de Valorização da Vida), CFM (Conselho Federal de Medicina) e ABP (Associação Brasileira de Psiquiatria), com a proposta de associar à cor ao mês que marca o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio (10 de setembro). A ideia é pintar, iluminar e estampar o amarelo nas mais diversas resoluções, garantindo mais visibilidade à causa.”

No Brasil a cada dia 32 pessoas cometem suicídio, no mundo a cada 40 segundos uma pessoa tira a própria vida.

O desafio durante esse mês é tirar da sociedade, o tabu que é falar sobre o tema, incentivando a prática de conscientização e também fortalecer o senso de que a prevenção é, antes de mais nada, um processo educativo.

Para o setembro amarelo de 2019, a Two Dogs te dá dicas de como lidar com alguém que pensa em cometer suicídio e como conscientizar outras pessoas sobre esse mês.

Comece a conversa
duas pessoas conversando setembro amarelo

Não há certo ou errado ao conversar sobre pensamentos suicidas. É importante dar atenção total para essa pessoa no momento da conversa e não a interrompa ou ofereça soluções, o importante é ouvir e não julgar.

Evite dizer certas frases
uma pessoa fazendo sinal de pare setembro amarelo

Se alguém te procurar ou der sinais que pensa em suicídio, é importante que ela se sinta acolhida e amparada. Por isso é importante evitar dizer certas frases

“Pense positivo”, “Sua vida é melhor do que a de muita gente”, “Quem pensa em suicídio tem a mente fraca” entre outras frases podem ser gatilhos e até ruins para quem precisa de ajuda. O tom de julgamento afasta a pessoa, desincentivando a mesma a ter um outro ponto de vista sobre sua vida.

O que nós como sociedade podemos fazer?
quatro pessoas se abraçando setembro amarelo

De acordo com a OMS, os governos podem tomar diversas medidas para prevenir o suicídio, como por exemplo quebrar o tabu e simplesmente falar sobre o assunto, assim como a saúde mental.

Ajudar jovens a desenvolver habilidades para lidar com a pressão da vida em geral, treinar profissionais da saúde para lidar com esse tipo de comportamento, identificar e apoiar pessoas em risco são algumas medidas que podem ser tomadas.

Se você está precisando de ajuda contate o CVV pelo telefone 188, funciona 24 horas por dia e a ligação é gratuita.

Acompanhe nossas redes sociais: facebook e instagram

QUER GANHAR UM CUPOM DE DESCONTO?

SE CADASTRE PARA RECEBER EM SEU E-MAIL

Open chat